• BOxs
  • BOxs
  • BOxs
  • BOxs
  • BOxs
  • BOxs
  • BOxs
  • BOxs
  • BOxs

BOxs

São Paulo

Neste edifício existem diversas tipologias de apartamento que variam entre 25m² até 55m². Uma disposição racional destas unidades em uma mesma planta tipo que apenas se espelha ou rotaciona 180°, dependendo do andar, sobre um eixo central fixo de circulação vertical e dois átrios, deu ao prédio uma volumetria dinâmica criando cheios e vazios que se evidenciam através dos materiais de acabamento aplicados.

Este jogo de volume, resultado também do próprio formato de cada apartamento, fez com que a laje de cobertura de determinadas unidades se tornasse o terraço dos apartamentos superiores. Isso fez com que estes espaços externos tivessem sua independência, porém se comunicassem visualmente, proporcionando um relacionamento afetivo entre vizinhos.

O edifício também foi empurrado para trás junto com seu fechamento, deixando livre toda a frente do lote aumentando inclusive a perspectiva do observador do térreo em relação ao prédio.

Equipe de Projeto: ESC Arquitetos, Plure Arquitetura, Estúdio Molecular
Cliente: Vitacon